Mayra Aguiar leva ouro inédito e Brasil fecha o Pan com 10 medalhas no Judô

Foram três medalhas no último dia, totalizando cinco ouros, uma prata e quatro bronzes

 

O Judô brasileiro fechou sua participação nos Jogos Pan-Americanos de Lima/2019 com mais três medalhas. No domingo, Mayra Aguiar levou o ouro ao derrotar por ippon a cubana Kaliema Antomarchi, na final do meio-pesado feminino. Além dela, David Moura e Beatriz Souza fizeram dobradinha na categoria pesado e garantiram mais dois bronzes. Com isso, o Brasil encerrou a competição com 10 medalhas no quadro geral: cinco de ouro, uma de prata e quatro de bronze.

Leia também: Com time renovado, Atletismo brasileiro melhora número de medalhas no Pan de Lima

“Das cinco medalhas de ouro que conquistamos, três vieram com atletas jovens, que estavam estreando nos Jogos. Alguns daqueles que não chegaram à medalha sentiram um pouquinho o peso da competição, o clima dos Jogos, a exposição de mídia e, neste sentido, foi um ótimo laboratório para observarmos os atletas”, avaliou, Ney Wilson Pereira – gestor de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) e chefe de equipe do Judô em Lima. “Mas, acredito que foi uma passagem pelos Jogos Pan-Americanos muito positiva. O resultado foi dentro daquilo que esperávamos. Minha previsão para o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) eram cinco medalhas de ouro e chegamos nelas. O balanço, portanto, é positivo”.

Rafaela Silva fez história em Lima, ao se tornar a primeira mulher a vencer no Campeonato Mundial, Olimpíadas e Pan-Americano – (Foto: Wander Roberto/COB)

 

Em sua quarta participação no Pan, Mayra enfim conseguiu a sonhada medalha de ouro. Ela vinha de duas pratas e um bronze e dessa vez não deixou escapar. A brasileira estava determinada a vencer esse ano e isso se viu nos seus resultados.

Na primeira luta derrotou Nefeli Papadakis, depois, já nas semifinais, venceu Karen Leon. A final aconteceu contra Kaliema e foi a luta mais difícil, indo para o golden score, mas Mayra voltou a aplicar um ippon e saiu do torneio com o título inédito.

“Eu sabia que seria uma luta muito dura, porque ela estava numa boa campanha. Acabou indo para o golden score, onde normalmente eu acabo não tendo muita sorte. Mas, hoje eu estava bem e com bastante vontade de conquistar esse ouro. Percebi que ela estava cansada e resolvi arriscar um ippon seoi (técnica), que eu não costumo fazer muito, e acabou dando certo”, disse Mayra. “O Pan do Rio, em 2007, foi a primeira grande competição que eu fiz, quando tinha apenas 15 anos, e foi onde eu tive certeza de que queria fazer isso para sempre. Os Jogos Pan-Americanos são muito especiais. Tenho um carinho enorme”, completou a judoca de 27 anos, bicampeã mundial e duas vezes medalhista de bronze olímpica.

Nas outras duas lutas do último dia, Beatriz Souza levou o bronze após derrotar Izayana Marenco, da Nicarágua, por ippon. A judoca da categoria pesado feminina estreou no Pan com um ippon diante da mexicana Priscila Martinez, em menos de um minuto de luta. Na semifinal, a brasileira forçou duas penalidades à Melissa Mojica, de Porto Rico, mas a adversária conseguiu um waza-ari no golden score e foi para a final.

David buscava o bicampeonato, mas foi derrotado na semifinal e ficou com o bronze – (Foto: Pedro Ramos / Rede do Esporte)

Assim como ela, David Moura também parou na semifinal, mas recuperou-se na disputa pelo bronze e garantiu a décima medalha brasileira. Sua caminhada começou diante do chileno Francisco Solís, com vitória por um waza-ari. Diante do cubano Andy Granada, David forçou duas punições ao adversário, mas acabou sofrendo o ippon durante o golden score. O bronze veio após ippon sobre o americano Ajax Tadehara e teve um gostinho especial para o brasileiro neste dia dos pais.

Veja também: Brasil vence EUA, bate tabu de 28 anos e conquista ouro no basquete feminino

Com o fim do Pan, o judô brasileiro, agora, focará na preparação para o Campeonato Mundial de Judô, em Tóquio. Nesta segunda-feira (12), os convocados que estão em Lima viajarão direto para Hamamatsu, no Japão, para o período de aclimatação antes da competição, que acontece no período de 25 de agosto a 1º de setembro e será evento-teste para os Jogos Olímpicos de 2020.

RESULTADO FINAL DO JUDÔ EM LIMA 2019

OURO

Renan Torres (60kg)

Eduardo Yudy Santos (81kg)

Larissa Pimenta (52kg)

Rafaela Silva (57kg)

Mayra Aguiar (78kg)

 

PRATA

Daniel Cargnin (66kg)

 

BRONZE

Jeferson Santos Jr (73kg)

David Moura (+100kg)

Aléxia Castilhos (63kg)

Beatriz Souza (+78kg)

 

 

Por: Valdeir Militão  |  Foto de destaque: Pedro Ramos / Rede do Esporte

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram