Brasil vence EUA, bate tabu de 28 anos e conquista ouro no basquete feminino

Sob a batuta de José Neto, o Brasil conquistou o seu terceiro ouro na história do Pan

Com brilho de Tainá, a seleção brasileira bateu as americanas e volta a conquistar uma medalha de ouro em Jogos Pan-Americanos após longo hiato de 28 anos. Com uma filosofia de jogo bastante clara e poderosa, o Brasil venceu por 79 a 73.

Leia também:Muito motivado, José Neto fala sobre seu novo desafio a frente da seleção brasileira de basquete feminino

Após o jogo, bastante emocionada, Erika falou que o ouro fará com que ela repense a aposentadoria:

– Não tenho nem palavras. Essa conquista é para todo mundo. Ainda tenho um pedacinho de carreira, estava pensando em me aposentar, mas com isso eu repenso. É o começo de uma nova era e nós estamos preparadas para tudo. Isso aqui é uma pedrinha para o nosso castelo. A gente tem muita coisa para construir e é só o começo para o nosso basquete brasileiro estar de volta – afirmou a pivô de 37 anos.

Quem também falou sobre a medalha foi armadora  Tainá Paixão:

– É muita felicidade! Quando elas ganharam o último Pan eu estava nascendo. É muito bom fazer parte dessa história. Acho que o nosso grupo está tão homogêneo que em qualquer jogo as meninas podem se destacar. É tudo do grupo. Quando uma não está bem, a outra está. É uma vitória da equipe toda. É a vitória do basquete feminino – afirmou Tainá, enquanto suas companheiras gritavam: “MVP”.

Se o título é surpresa para muitas pessoas, para José Neto a história é diferente. Mesmo com menos de 30 dias de treinamento para o Pan-Americano, sempre acreditou no titulo. Relembre o que ele disse durante participação no Programa Tabela Carioca, no dia 24 de junho:

– Falei com todo mundo que vamos para a competição buscando a melhor posição que podemos ter, que é o titulo – respondeu o treinador, agora, medalhista pan-americano.

O JOGO 

A partida começou com uma velocidade frenética, marcação forte e com bastantes erros por parte das americanas. Com isso, o Brasil abriu oitos pontos de vantagem, porém, a vantagem foi diminuída a um ponto. Mesmo com vantagem perdida, a seleção continuou fazendo e foi para o intervalo vencendo por 39 a 38.

Na volta do intervalo, nada mudou. A partida se arrastava com vantagens para o Brasil, vantagens que não passavam de cinco pontos. Até que Tainá Paixão resolveu decidir. Cestinha da final com 24 pontos, ela desequilibrou no ataque, entrando em velocidade no garrafão e marcando na maioria das oportunidades.

Na parte final do jogo, as americanas sentiram que o tempo se esvaia e começaram a fazer faltas para pará-lo, porém, de nada adiantou e Brasil conquistou o seu terceiro ouro no basquete feminino.

Confira a participação do treinador José Neto no Tabela Carioca. A entrevista foi ao ar no dia 24/06, na semana da convocação para o Pan.

Tá no ar o Tabela Carioca dessa semana. Hoje estamos recebendo o técnico da seleção feminina de basquete, Jose Neto.Participe conosco e mande sua pergunta para o treinador 📻🔝

Posted by Tabela Carioca on Monday, June 24, 2019

Por: Bruno Dias

Foto de capa: divulgação CBB

 

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram