Thiago Duval abre o jogo sobre o atual cenário brasileiro e arrisca seus palpites para o UFC 239

O jornalista que é dedicado ao mundo das lutas, crava um vitória de Amanda Nunes e em uma possível vitória do marreta, e comenta sobre os novos nomes surgindo na organização

Convidado da semana no programa Tabela Carioca, Thiago Duval que acompanha o mundo das lutas há bastante tempo, se mostrou confiante nessa nova crescente em que o esporte vem tendo, também acredita no retorno de grandes lendas como José Aldo, e arriscou algumas  estratégias para os brasileiros conseguirem um triunfo no UFC 239 que ocorre na noite de sábado, 6, na T-Mobile Arena em Las Vegas.

Leia Também: Rumo a Tokyo: a importância de uma mente bem treinada no desempenho dos atletas

Sendo considerado um dos maiores azarões das últimos anos do UFC, Thiago Marreta vai encarar um dos maiores nomes da história de toda a organização, Thiago Duval acredita em uma estratégia bem inusitada.

“ Bom, eu acho que o Marreta vai ter que ir para o matar ou morrer, vai ter que ir pra cima, tentar acertar aquele golpe certeiro, porque o brasileiro tem uma mão muito dura, tem um bom jogo de muay thai, é a chance da vida dele, não pode ficar estudando muito não, porque se ficar estudando muito, Jon Jones vai matar ele no jogo, por ser um lutador muito estudioso e habilidoso.”

Já a campeã dos pesos galos do feminino, Amanda Nunes busca manter seu cinturão, vai ter uma missão duríssima pela frente, encarar a ex-campeã Holly Holm.

“ Acredito que a Amanda está lutando para se tornar a maior lutadora de todos os tempos, o que ela fez contra a Cris Cyborg foi algo sensacional, tirou a compatriota para nada, ela possui um golpe muito forte, muito certeiro e sua adversária vem de tentativas frustradas para reconquistar o cinturão, acho que a Amanda é a total favorita.”

Por passar anos cobrindo eventos menores de MMA no Brasil, Thiago acredita em uma crescente, com bons nomes surgindo, apesar do país não estar em uma boa fase.

“O Brasil hoje só tem apenas três cinturões, dois com a mesma pessoa, já tivemos quatro campeões, há pouco tempo tivemos uma disputa com o Marlon Moraes e não conseguimos, agora é a vez do Marreta tentar. Acredito que bons nomes vem surgindo tanto nos eventos nacionais e bons lutadores chegando no UFC, o esporte no geral, vem se polarizando.”

Por passagens em diversos veículos de comunicação, Thiago Duval revela como entrou no jornalismo e no mundo das artes marciais. “Bom, na verdade eu comecei no jornalismo porque tinha a vontade de ser locutor, mas minha voz não contribuía. Comecei no estágio na casa da moeda, enriqueceu muito minha experiência, no fim do estágio apareceu outra oportunidade para estagiar na área de esportes olímpicos. Fui tendo as oportunidades de cobrir muitos  esportes olímpicos e ali descobri a paixão sobre o MMA que é um misto de tudo.”

Tá no ar o Tabela Carioca dessa semana. Hoje vamos abordar o mundo das lutas com o Thiago Duval. 📻🎙️🤼‍♂️A fase final da Copa América também é assunto.Participe conosco e mandem suas mensagens!

Posted by Tabela Carioca on Monday, July 1, 2019

Foto de destaque: Anderson Rosa

Por: Caio Quintella

 

 

 

 

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram