Festa gloriosa: Botafogo vence Anápolis e assume liderança da Superliga B

De virada, Fogão faz 3 sets a 2 e mantém invencibilidade na competição

 

 

Se nos campos o time não tem brilhado, nas quadras a equipe tem mostrado raça. O Botafogo venceu, de virada, o Anápolis Vôlei por 3 sets a 2, parciais de 22/25, 17/25, 28/26, 27/25 e 15/12, em partida válida pela quarta rodada do turno da Superliga B. A partida realizada neste sábado (16), em General Severiano, foi marcada por um grande duelo de opostos. Com a vitória, o Glorioso assumiu a liderança do torneio.

Leia também:O Rio Open chega a sua sexta edição com poucos brasileiros

As duas equipes voltam a jogar no próximo sábado (23). O Anápolis joga em casa contra o Apan Blumenau, às 17h. Já o alvinegro, viaja até Juiz de Fora para enfrentar o JF Vôlei, às 18h.

Oposto é conhecido por ser bastante explosivo e chamar a torcida – Foto: Vinícius Lima/Tabela Carioca

“Mostrou a força do nosso grupo, que a gente acredita, vai até o final e (estou) muito feliz que pude ajudar a equipe a vencer e virar esse jogo”, ressaltou, aliviado, o levantador Tiago, do Botafogo.

 

O Jogo

Com passagens por times do Catar e Espanha, gigante de 2,17m é destaque do Anápolis Vôlei. (Foto: Vinícius Lima/Tabela Carioca)

A partida começou bastante animada de ambos os lados. O central Salles abriu o placar para o Botafogo, mas foi o Anápolis quem começou melhor o jogo abrindo pequena vantagem de dois pontos. Leandrão, pela saída, virava os ataques, e Alberto, pelo meio, fechava a porta da investida carioca, abrindo 7/5 no placar. Em dificuldade para virar bola, o time botafoguense enchia o seu oposto de bolas nos momentos decisivos. Foi aí que Lorena começou a brilhar e incendiar a partida, ainda no primeiro set. Após confusão com a arbitragem, o time anapolino errou e ainda levou um ponto de bloqueio do levantador Gelli, estabelecendo 15/11 para o Botafogo. Em outra confusão com os juízes, sobrou reclamações de ambos os lados e cartão amarelo para o – sempre agitado – Lorena. Nesse momento a vantagem do time carioca não existia mais e em ponto de saque de Leandrão, o Anápolis passava à frente em 16/15. Alberto, precisamente, montou o paredão de Anápolis, fazendo dois pontos de bloqueio em sequência e forçando o técnico Walner Santos pedir tempo para o Botafogo. Anápolis fazia 20/16 e só administrou para fechar a parcial em 25/22.

 

O segundo set veio para provar duas afirmativas: Robinho realmente não estava bem na partida e Leandrão e Lorena faziam uma belíssima disputa de atacantes. O Início do set foi ditado desta forma, com Leandrão e Lorena virando de todas as formas e Robinho errado muito pelo Botafogo. Quando Lorena forçou um ataque na paralela jogando para fora, o time do interior de Goiás abria vantagem em 12/10. Com Leandrão imparável e Alberto fechando a porta do ataque do Fogão, ficou fácil para o Anápolis Vôlei fechar o set em erro de saque de Lorena. Placar de 25/17 no set e 2 a 0 na partida.

O Botafogo veio com vontade de mudar o resultado da partida no terceiro set. Mudou, no duplo, deu um tocaço em Leandrão, fazendo 5/2 para o Botafogo e mostrando a nova postura do Glorioso. Nessa altura da partida, o jovem levantador Tiago – que havia entrado no lugar de Gelli – era titular e distribuía melhor o ataque dos mandantes, ofertando levantamentos para toda a equipe. O Fogão chegou a abrir cinco pontos de vantagem, mas após alguns erros, viu o Anápolis Vôlei empatar em 17/17 em ace do central Alberto. O set foi pegado até o final, quando Lorena deu números finais ao set (28/26), incendiando o ginásio.

“É constância de jogo. Eles conseguiram manter a constância na pressão, a torcida também ajuda bastante. De certa forma, no terceiro set, na hora de confirmar ali faltou alguma coisa e isso motivou os jogadores e a torcida. Acho que isso tudo leva em consideração para a reação que (eles) tiveram”, explicou em entrevista o ponteiro Ygor, do Anápolis Vôlei.

Com Leandrão já marcado demais, o levantador anapolino redistribuiu o jogo no início da quarta parcial. Acionando Lucas – pelo meio e Wanderson, pela ponta, a equipe do interior de Goiás abriu 6/4 no set. A vantagem logo deixou de existir e as equipes foram trocando pontos, com muitos erros do adversário. Leandrão atacou longe da quadra no 9/9 e também no 13/10 para o time carioca. O Botafogo seguiu com dois pontos de vantagem, sempre com Lorena comandando, mas viu Leandrão (sempre ele) voltar a crescer na partida e o Anápolis empatar em 24/24 após uma confusão com a arbitragem. O time de Goiás até teve dois pontos do jogo, mas viu o Botafogo fechar em 27/25, com Cardozo pelo meio.

O tie-break começou como a partida mostrava: eletrizante. O primeiro ponto saiu de um cartão vermelho para o time do Anápolis, fazendo 1/0 para o Fogão. Lorena, em ataque na diagonal e em ponto de saque, colocou o Botafogo em 5/3, que logo ficou em 7/4, após erro de ataque de Iurgen. A essa altura, só Leandrão virava pelo Anápolis Vôlei, que sentia a pressão da torcida botafoguense e errava em sequência. O Botafogo até levou um susto com o adversário apertando no final, porém Leandro errou e foi bloqueado, na sequência, para dar fim a partida em 15/12 no set decisivo.

 

Resultados da 4ª rodada do turno da Superliga B Masculina

Lavras 3 x 1 Apav

São José 0 x 3 JF Vôlei

Apan Blumenau 3 x 0 UPIS

 

 

 

 

Por: Danilo Goes | Foto de capa: Vinicius Lima.

You May Also Like

4 thoughts on “Festa gloriosa: Botafogo vence Anápolis e assume liderança da Superliga B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram