Mário Bittencourt é o novo presidente do Fluminense

Com ampla diferença de votos, Mário assume a presidência tricolor com a missão de revitalizar o clube

Devido às fortes pressões ao ex-mandatário Pedro Abad, foi definida a antecipação das eleições no Tricolor Carioca para este sábado (08). Aliados até o mês de março, Bittencourt e Tenório se enfrentaram em chapas opostas. Em votação histórica com 3286 votos, pela primeira vez, o presidente do clube foi eleito por meio de urnas eletrônicas. Cerca 9300 pessoas estavam aptas a votar segundo o levantamento do TRE. No entanto, o clube permitiu a regularização de sócios no momento da votação com a condição de que seus votos fossem contabilizados em cédulas (256).

Leia Também: Austrália conta com talento de Sam Kerr para chegar ao primeiro título

Com o apoio do ex-presidente da Unimed-Rio, patrocinadora do Fluminense na última década, a chapa “Tantas Vezes Campeão” emplacou uma vitória de 2225 votos contra 1032 da chapa.

‘Libertadores” encabeçada por Ricardo Tenório, interrompendo o período de 3 mandatos do grupo político denominado como Flu-sócio.

Promessa de volta dos grandes ídolos:

Durante toda a campanha, Mário Bittencourt prometeu resgatar ídolos para o clube das Laranjeiras. Dentre as promessas, Fred e Thiago Neves são contratações tratadas como as mais acessíveis em um curto prazo. Apesar de ambos os atletas terem vínculos com o Cruzeiro até o final de 2020, a atual instabilidade administrativa do clube celeste e a vontade dos jogadores em retornar ao Tricolor Carioca, podem facilitar para que haja um desfecho positivo para os torcedores do Fluminense.

Conclusão das obras do CT:

A inauguração em 2016 às vésperas das eleições foi bastante criticada pelo novo presidente do Flu. Segundo Mário, a ação foi uma prática eleitoreira, pois o CT não estava finalizado. Com isso, ele pretende concluir a parte de hospedagem das instalações, o que resultaria em um corte de gastos nos aluguéis de hotéis para concentração. Além disso, o novo mandatário tricolor afirma que pretende melhorar as vias de acesso ao local.

Finanças:

A chapa vencedora promete resolver os problemas do clube com responsabilidade e equilíbrio fiscal. Inclui-se nisso, a contratação de um profissional para colaborar no que se refere a gestão financeira e na captação de patrocínios e criação de instrumentos para investimentos. Um dos pontos destacados é o crescimento no programa de sócios do clube.

Xerém:

Fábrica de craques e gerador de receitas com as vendas dos jogadores revelados pelo clube. O trabalho realizado na base é elogiado. No entanto, o novo presidente pretende aumentar o investimento no setor de captação e promover uma independência operacional. Uma das propostas seria a criação da vice-presidência de futebol das categorias de base, parcerias com clubes do Brasil e do exterior. Destinar um percentual das vendas dos atletas revelados em Xerém (CT das divisões de base, localizado no município de Duque de Caxias-RJ) para novos investimentos no local.

Mário Bittencourt encontrará um clube com dívida de 14 milhões vencidas do Profut, três meses de folha de pagamento atrasada, sem patrocínio máster e à beira da zona do rebaixamento.

Foto de destaque: Vinicius Lima

Por: Anderson Silva, Hugo Gervásio e Vinicius Lima

 

You May Also Like

2 thoughts on “Mário Bittencourt é o novo presidente do Fluminense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram