Marcelinho, ex-levantador da seleção, dá adeus as quadras aos 44 anos

Multicampeão pela seleção masculina de vôlei se despede da modalidade após 26 anos de carreira e cogita se tornar treinador da modalidade

 

Após 11 anos defendo a bandeira verde e amarela, Marcelinho anunciou a sua aposentadoria das quadras após 26 anos de carreira. Com 44 anos de idade, o ex-levantador da seleção masculina de vôlei reconhece que é o momento de parar e focar em novos projetos pessoais. O craque da “Geração de Prata” em Pequim-2018, ouro nos Jogos Pan-Americanos Rio-2007, Campeonato Mundial, Copa do Mundo e Ligas Mundiais diz que a decisão da aposentadoria não vem de hoje.

Leia também: Sesi-SP se impõe e Taubaté deixa escapar chance de ser campeão no 4º jogo

“Eu já vinha amadurecendo essa decisão nos últimos anos. Olhando a minha carreira, não faltou nada. Tive saúde para jogar em alto nível, sou realizado e muito feliz com tudo o que construí. Esse é o momento certo de parar”, disse Marcelinho.

Marcelinho atuou no Corinthians/Guarulhos (SP) na última edição Superliga e em diversos outros clubes no Brasil e na Europa, com toda essa bagagem na modalidade ele não descarta a possibilidade de se tornar técnico e iniciar um projeto com a sua esposa nos próximos anos.

“Acho que tenho perfil para treinador. Preciso parar, me organizar, mas é um caminho possível, de preferência no Rio de Janeiro, para ficar perto da minha família. Gostaria de trabalhar com a minha esposa, nas escolas que ela administra, trabalhando com a criançada, e de repente montar um projeto de vôlei. O vôlei me deu tudo, me fez ser quem sou e agora começa uma nova etapa da minha vida”, concluiu o agora ex-jogador.

 

Veja também: Judô: Grand Slam de Baku marca definição da equipe brasileira para o Mundial

 

Por: Marko Costa  |  Foto de destaque: Divulgação CBV

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram