Favoritos pelo dinheiro

Flamengo e Palmeiras investem muito em seus times. Tem jogadores acima da média, mas o futebol não acompanha

 

Zé Rafael era um dos principais jogadores do Bahia. O Palmeiras o comprou. Matheus Fernandes desempenhava um papel importante no meio campo do Botafogo. Hoje, pertence ao alviverde. Arthur Cabral, goleador do Ceará. Também está jogando no Palestra. Com uma injeção de dinheiro acima da média nacional, o time treinado por Luis Felipe Scolari é um dos grandes predadores do Brasil. E é acompanhado pelo Flamengo. O clube carioca mudou sua política há alguns anos e conseguiu uma situação financeira saudável. De Arrascaeta foi comprado do Cruzeiro por mais de 50 milhões de reais. Diego Alves, destaque no Valencia, chegou para ser o goleiro. Bruno Henrique e Gabigol, referencias técnicas quando estavam no Santos, desembarcaram no clube rubro-negro.

Leia também: Interrogações Cariocas

Mas os times não desempenham um futebol agradável. As criticas dos torcedores estão cada dia mais eloquentes, especialmente no time do Rio de Janeiro. Após sucessivas apostas em treinadores caseiros, o Flamengo resolveu, com a mudança de gestão, mudar sua política de treinadores. Optou por Abel Braga. Experiente. Ele tinha como ultimo trabalho o Fluminense. Ainda no tricolor, Abel vivia reclamando da falta de profundidade do elenco e como isso atrapalhava o desenvolvimento de um jogo mais solido, organizado. Agora, ele tem tudo. Elenco numeroso, qualificado, não sofre com problemas financeiros. Mas o futebol… O futebol de seu Flamengo é ruim. Passeie pelo twitter após alguma partida do Mengão e observe as tags. Sempre tem um #ForaAbel figurando entre os assuntos mais falados.

Felipão recebe diversas criticas ao seu Palmeiras. A falta de zelo quanto seus jogadores têm a bola é a principal reclamação. Apesar do elenco rico, o time busca muito a ligação direta. Sem um trabalho mais refinado no meio campo. Um meio campo que possui Felipe Melo, Bruno Henrique, Moisés, Scarpa, Guerra. Opções variadas e desejadas por quase todos os times brasileiros. Contra o Boca Juniors, na última Copa Libertadores, o alviverde imponente deu 109 chutões. Evidente que perdeu a peleja.

O dinheiro jorra em ambos os clubes. Mas está claro que falta trabalhos para os dois clubes. Internamente, o Palmeiras vem conseguindo ser “hegemônico”. Venceu dois dos três últimos campeonatos brasileiros. Isso alivia a pressão. Já o Flamengo nem isso. Não ganha uma taça grande desde 2013. Acumula diferentes papelões na Copa Libertadores. O futebol jogado é pobre. O Palmeiras foi campeão brasileiro em 2018 desprezando a bola. Teve a 12º média de posse. Algo impensável em qualquer grande liga.

O Palmeiras tem valor de mercado de 114 milhões de Euros, segundo o site transfermarkt. O Flamengo vale 96 milhões de Euros. Dois elencos, como dito, ricos. O mau futebol, portanto, pode ser explicado pelos comandantes limitados que os favoritos ao título do Brasileirão 2019 têm.

O atacante Deyverson disse, após o empate do Palmeiras contra o CSA, que não entendia a comemoração dos alagoanos. Acho que os números ajudam o Deyverson a entender.

 

As semifinais do NBB entre Botafogo e Flamengo terão cobertura in loco do Tabela Carioca. Fiquem ligados no nosso twitter e visitem o site para ler as resenhas das partidas.

 

 

Por: William Faria |  Foto de destaque: Rudy Trindade/FramePhoto/FolhaPress

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram