Perto da final: Sesi SP vence Sesc RJ e abre 2 a 0 na série de semifinal da Superliga

Equipe paulista faz 3 sets a 2 no Rio e está a uma vitória da final da competição

 

Com a cidade do Rio de Janeiro mais tranquila – após o adiamento da partida por conta das fortes chuvas do dia anterior – Sesc RJ e Sesi SP se enfrentaram no Tijuca Tênis Clube, na tarde desta quarta-feira (10). Na segunda partida da melhor de cinco da semifinal triunfo dos visitantes, que derrotaram o Sesc RJ por 3 sets a 2 com parciais de 21/25, 25/19, 25/19, 22/25 e 10/15, abrindo 2 a 0 de vantagem na série melhor de cinco partidas.

Leia também: LSB RJ faz bom período final, mas é derrotado pelo Sesi Araraquara

Wallace fez 24 pontos na partida e foi o maior pontuador do duelo. Pelo lado do Sesi SP, Gustavão e Lucas Loh terminaram a partida com 14 pontos cada. Lucas Loh recebeu ainda o Troféu Viva Vôlei de melhor jogador da partida.

As equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado (13), na Vila Leopoldina, em São Paulo. Ao terminar a partida o ponteiro Lucas Loh falou sobre o próximo confronto.

“Não tem nada garantido mesmo. Temos que avaliar e estudar muito esse jogo. Cometemos algumas falhas e precisamos corrigir nesse curto espaço de tempo até a terceira partida. E recuperar a parte física também é um ponto importante para sábado, quando temos a chance de lutar para fechar a série”, comentou Lucas.

 

O JOGO

Alan é o segundo maior pontuador da Superliga, mas deixou a quadra no terceiro set. (Foto: Marcelo Melo/Tabela Carioca)

A partida começou com o levantador William sacando na rede, dando o primeiro ponto do jogo para o Sesi. As viradas de bola das equipes estavam funcionando, fazendo com que trocassem pontos até o 10/10, quando Maurício Borges errou o ataque e deixou o Sesi em vantagem de 10/11. A partir daí o Sesi foi quem comandou a parcial, errando menos que a equipe da casa. Penchev até fez alguns ótimos saques, dando esperanças ao Rio, mas não foi suficiente. Errando no momento decisivo, Sesc RJ perdeu o primeiro set por 21/25.

A segunda parcial começou com belo lance de William. Com apenas uma das mãos, o levantador do Sesi colocou uma bola de meio fundo para Lucas Loh abrir o placar do set, em vantagem paulista. Em seguida, Leandro Aracaju – central do Sesc RJ – bloqueou Lucas para deixar o set igual em três pontos. O Sesi voltou a abrir margem com, novamente, ótimos saques de William, mas após também bons saques de Wallace, o time carioca foi quem passou no placar em 10/9. Seguiu tudo equilibrado até a parte final, quando o Sesc manteve o bom saque a abriu diferença com erros forçados do Sesi SP: 22/18 Sesc RJ. Wallace brilhou, virou todas as bolas, e fechou o set em 25/19.

O Sesc RJ confirmou o bom momento na partida e começou a parcial a todo vapor. Maurício Souza bloqueou e atacou, em seguida, marcando o quarto ponto do time carioca. Entretanto, o Sesc RJ sucumbiu ao forte saque do time de Rubinho: Gustavão bloqueava Wallace no 5/8 para o Sesi. Foi só isso mesmo, já que Giovane parou o jogo e deu uma bronca geral na equipe, suficiente para o time voltar com tudo no saque. Penchev, em ace, já abria dois pontos de vantagem para o Rio em 14/12 e Wallace – em ponto de ataque na diagonal – fazia 19/14 para os cariocas. O Rio ficou pronto para virar a partida e não decepcionou. Wallace marcou ponto de saque e fechou a parcial em novamente 25/19. O Rio estava a um set de vencer a partida.

O set do Rubinho. O técnico do Sesi SP proporcionou duas mudanças para o quarto set: saíram o ponteiro Lipe e o oposto Alan, para entrarem o ponta Renato e o oposto Franco. Franco apareceu já no segundo ponto da parcial, atacando para fora e deixando o Rio em 2/1. Mas não durou muito tempo errando. Franco empatava no 9/9, atacando na paralela após um pequeno rali, mas via o Sesc RJ marcar em cima com o levantador Thiaguinho, ajudando no bloqueio em 13/11 para o Rio. Franco e Renato, Wallace e Mauricio Souza, comandavam os ataques das suas equipes, que trocaram pontos até o 22/22, quando o Sesc RJ errou em sequência e viu o Sesi, gigante, empatar a partida em 25/22 no set.

Ponteiro paulista ganhou o troféu de melhor jogador nas duas partidas disputadas na semifinal. (Foto: Marcelo Melo/Tabela Carioca)

O tie-break tinha dono: Sesi SP. Claramente abatido, o Sesc RJ errava bolas bobas, como jogada de graça de xeque, e levava pontos de saque de William em 5/9 e bloqueio de Gustavão em 6/10. Borges errava no décimo segundo ponto do time paulista e mesmo com Wallace tentando, gritando e esbravejando com sua equipe, não foi suficiente para a vitória. Lucas Loh, explorando o bloqueio, fez 10/15 no último set.

“O diferencial hoje com certeza foi a entrada do Renato e do Franco. A entrada deles foi essencial para a nossa vitória, acho que eles mudaram a cara do jogo, deram uma outra postura ‘pro’ time. A gente ‘tava’ sofrendo pra caramba com o saque deles, então acho que essa vitória se deve a entrada deles”, ressaltou Lucas Loh, dando importância ao elenco do Sesi SP.

Pelo lado do time carioca, o levantador Thiaguinho – capitão da equipe – falou sobre o jogo.

“Tivemos a oportunidade de ganhar o jogo, poderíamos ter vencido o quarto set, mas eles empataram a partida. Quando eles tiveram a chance de ganhar o jogo, eles conseguiram e fecharam. Agora temos que levantar a cabeça, concentrar e ir buscar um bom resultado em São Paulo. Não adianta ficarmos pensando em vencer três partidas. Temos que ganhar sábado para ter a chance do quarto jogo. Esse é o objetivo e o pensamento do time agora”, desabafou Thiaguinho.

 

 

Por: Danilo Goes  |  Foto de destaque: Marcelo Melo / Tabela Carioca

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram