Diante da sua torcida, SESC – RJ perde para o Vôlei Taubaté no Tie Break

Paulistas chegam a nona vitória consecutiva

Jogando na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, o SESC – RJ perdeu para o Vôlei Taubaté por 3 sets a 2. Parciais de 25-22, 23-25, 25-22, 30-32 e 12-15. O resultado manteve a equipe carioca na quarta posição, mas agora com 36 pontos. O Vôlei Taubaté chega a 41 pontos e se mantém na terceira colocação.

Wallace, do SESC foi o maior pontuador da partida, com 28 pontos. Douglas Souza, do Taubaté, foi escolhido o melhor em quadra e, por isso, levou o Troféu Viva Vôlei pra casa.

Leia também: Quem segura? Minas Tênis Clube vive sua melhor fase na temporada

Primeiro turno

Os paulistas também levaram a melhor. A partida aconteceu no ginásio Abaeté e assim, como a partida desta quarta (20), foi decidida no Tie Break.

 

Partida anterior

O SESC-RJ perdeu para o Minas, fora de casa, por 3 sets a 1. O Taubaté venceu o Vôlei UM Itapetininga por 3 sets a 2.

 

O jogo

O mandante começou dominando as ações e logo abriu 3/1 em um bloqueio de Thiago Barth. Logo depois, por um toque na rede de Abouba, do Taubaté, a vantagem foi para 4/2. Mas o brasileiro descendente de malinenses se redimiu, e com um ace igualou a partida (4/4). A partida não era tão intensa, mas as equipes faziam uma partida muito disputada. No momento em que o jogo estava em 6/5 para o SESC, o treinador Ricardo Navajas colocou Athos em quadra. E ele, com dois pontos em sequência e fez 8/9 para os visitantes.

O placar ficou no empate até o 10/10, no ponto de Lucarelli. O ponteiro estava bem marcado, mas, mesmo assim, achou espaço para colocar a bola na quadra adversária. A partir daí, o time comandado por Giovane Gávio passou a liderar o placar. Em mais um erro de Abouba, dessa vez no saque, os cariocas fizeram 13/11. Com a vantagem, o SESC só “trocava os pontos” e ainda aumentou a vantagem para três de diferença, quando Leandro Vissotto realizou ataque, mas a bola foi para fora. E em outro erro de ataque, desta vez de Abouba, o time do Rio fechou o set em 25 a 22.

No segundo set, as equipes tiveram muitos erros de saque e recepção logo no início. A partida também era muito equilibrada e o placar seguiu empatado até 8/8, em um bloqueio de Wallace pra cima do argentino Conté, mas a bola saiu. Um erro de rodízio do Taubaté e um ponto de Penchev, muito acionado em todo o segundo set, levaram o SESC a 11/8.

Os taubateanos encostaram no placar em um ponto de Conte, que “devolveu o bloqueio pra cima de Wallace (11/10). Na sequência, a equipe paulista empatou o jogo (12/12). Quando, num ace, Conte fez 12/13, Giovane Gávio viu que era necessário parar a partida e pediu tempo. Momentaneamente, a conversa não fez muito efeito, pois Douglas Souza entrou muito bem e abriu 15/18.

Foi quando apareceu a estrela de Wallace, que empatou a partida (18/18) e, em um bloqueio, virou o placar. Ele e a torcida vibraram muito (19/18). O saque errado de Maurício Borges recolocou o Taubaté na partida (20/20), que na sequência retomou a vantagem no placar (20/22) . O SESC ainda buscou o empate, mas a vitória ficou com os paulistas, que fecharam em 25 a 23.

O início de terceiro set foi bom para o Taubaté, que abriu 4/6 em um ace de Conte. Mas o SESC reagiu e fez 10/7, fazendo o técnico do pedir tempo. E deu certo: a equipe reagiu e chegou a 13/13, no bloqueio de Abouba e, na sequência, virou o placar (13/14).

A seguir, o time carioca retomou a vantagem no placar e fez 16/14 e depois abriu larga vantagem de 4 pontos (21/17). Em um belo rally, Wallace marcou para o SESC e os jogadores do Taubaté reclamaram que a bola não teria tocado a área da quadra antes de sair (22/19). No erro de saque de Lucarelli, o SESC fechou em 25 a 21.

SESC RJ jogou bem, mas não conseguiu a vitória. Foto de Erbs Jr.

O quarto set foi o mais movimentado e disputado de toda a partida. No bloqueio de Abouba, o placar estava em 4/4. Mas Barth colocou o SESC em vantagem (7/6). Douglas, muito bem no jogo, virou para o Taubaté (8/10).

Taubaté abriu diferença de 3 pontos em um erro de saque de PV (13/16). Mas Maurício Borges, num ace, igualou tudo outra vez (16/16). Esse foi um momento da partida em que as duas equipes se revezavam na liderança do placar, até 21/21. A partir daí, a briga para vencer foi o set foi grande, além dos 25 pontos habituais de cada set. A essa altura, quem estava na Jeunesse Arena, estava com o “coração na mão”.

Vôlei Taubaté conquistou a nona vitória consecutiva – Rafinha Oliveira / EMS Taubaté Funvic.

Caso o SESC vencesse o set, a partida terminaria ali. Se o set fosse para Taubaté, tie break. E foi o que aconteceu: Douglas Souza, em um ace, fez 30/32 e deu uma sobrevida ao seu time.

Pode-se dizer que os erros do SESC no início do Tie Break foram cruciais para o resultado. Em um set tão curto, todo cuidado é pouco. Erros de saque e falhas na recepção fizeram com que o Taubaté abrisse 4/7 e depois Otávio aumentou a diferença para 4 pontos (7/11). O SESC ainda encostou no placar 12/13, mas o Taubaté fechou a partida em 12/15.

Vantagem do Taubaté em relação ao SESC agora é de 5 pontos. Foto: facebook Vôlei Taubaté.

Após a partida, Giovane Gávio, técnico do SESC, disse que o time não aproveitou as oportunidades. “A gente perdeu uma boa oportunidade no segundo set. A gente dominava o jogo, tinha boa marcação, eles jogando abaixo do que normalmente jogam e perdemos a oportunidade de colocar pressão neles. No início Tie Break sofremos três pontos bobos e aí não conseguimos tirar a diferença”, disse o técnico.

Pelo Taubaté, Lucarelli falou das forças individuais e do coletivo da equipe. “Acho que a força do grupo é sempre mais importante, mas as diferenças individuais em momentos assim sempre é muito importante também”, relatou o ponteiro.

Na próxima rodada, o SESC – RJ recebe o Vôlei UM Itapetininga. O Taubaté recebe o SESI – SP.

 

Por: Estevão Júlio.| Capa: Erbs Jr.

 

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram